Buscar no site

05/jul/2018

AMIGO

Autor(a): Jason Jair Frutuos

 Aquele que aparece de repente,      

Chega num momento difícil da vida

Em hora marcada ou de forma inesperada.

Em vez de sumir ele prefere assumir.

Chega sorridente ou com palavras austeras,

Porém da forma mais sincera.

               

Amigo é aquele do vínculo à distância,

Que se lembra do outro no meio da noite,

Que paga para ver em qualquer circunstância.

 

Amigo é como nossos familiares,

Sente o outro através de sua voz,

Ou por um simples olhar. Basta

Somente um gesto, qualquer manifesto,

Para atingirmos sua sensitividade.

“Acho que meu amigo não está bem”,

Diz com jeito de nossos pais.

 

Quando tudo vai mal, é ele que vem,

Quando tudo vai bem, ele é parte da obra.

Quando tudo parece perdido, ele aparece,

E sem nada pedirmos, algo de bom nos oferece.

 

Amigo é a relação verdadeira

À distância ou presencial;

Carrega o remédio na alma

E mesmo estando muito longe,

Ele se faz presente e nos acalma.

 

Amigo porta um remo auxiliar,

Uma alma a complementar,

Um ego a nos abordar/abastecer,

Só com o intuito de nos guiar.

 

Ego auxiliar é o efeito amigo,

É qualidade da figura materna,

É algo que vem do fundo do coração,

É aquela esplêndida e eterna proteção.

 

Amigo é dotado de boa escuta,

Formado em boa compreensão;

Escuta tudo com o coração,

Compreende a lá Moreno:

Nos vê com nossos próprios olhos e

Para vê-lo, nos oferece os seus olhos.

 

Amigo está disposto a nos “aguentar”,

No bom sentido, é claro.

Amigo não brinca com sentimentos,

Não duvida de nosso tormento,

E nos compreende com a sensibilidade

da nossa alma.

 

“Amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves ...”  Como bem disse o poeta.

 

 

 

 

 

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2018 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.