Buscar no site

12/out/2017

A CRIANÇA E O VELHO SÁBIO

Autor(a): Jason Jair Frutuoso

 Um Velho Sábio foi encontrado, num bosque, por um garoto chamado Pedrinho. Pedrinho se interessou em bater um papo com ele, passando a chamá-lo de vovô.  Pedrinho estava sempre querendo saber de tudo que envolve a vida de uma pessoa. Então, numa conversa que já durava mais de meia hora, perguntou ao Velho Sábio:

– Vovô, como eu faço para encomendar uma história de vida para mim? Meu pai sempre fala que a gente precisa ter uma boa história.

– Como? Não compreendi muito bem o que você está me falando, garoto. Explique melhor!

– A gente pode encomendar de tudo não é?

– A gente encomenda doces para o natal, para aniversários; encomenda roupas e até um carro novo, basta que para isto tenhamos dinheiro, meu jovem.

– Mas meu pai pode pagar. Ele paga tudo que eu quero comprar.

 – Tire isto da cabeça mocinho! Nem tudo na vida pode ser comprado.

 – Mas criar eu posso, não posso?

 – Também não!

Pedrinho, intrigado com as negativas do Velho Sábio, ficou por ali um tanto quanto calado, com uma boa dose de raiva e desejo de responder mal àquele senhor.

Claro que, com a sabedoria que o Velho possuía, notou que o menino estava muito frustrado e lidar com a frustração não era fácil pêra ele.

Pedrinho, então, fez um apelo:

 – Me diga então como devo fazer para ter uma boa história de vida, já que o dinheiro de meu pai não pode comprar um bom futuro para mim!

 – Vou lhe fazer algumas perguntas, se você me responder com segurança, posso repensar minhas respostas.

 – Então faça Vovô! Prometo que vou responder todas elas, já que sou um bom aluno e só tiro notas boas. Mas meus pais nunca aceitam menos que nove no boletim.

 – Então me responda:

  • Onde você vai morar quando crescer?
  • O que você vai ser quando crescer?
  • Com quem você vai se casar quando crescer?
  • Já sabe qual o nome da  pessoa com quem vai se casar?
  • Com que idade você vai se separar de seus pais?
  • Fale-me um pouco de como será sua saúde no futuro?
  • Quantos anos seus pais viverão?
  • O que seus pais esperam de você?

 – Pensei que o Senhor soubesse mais das coisas. Disseram-me que um Velho Sábio sabe de tudo!

 – É verdade que sei muitas coisas, mas ainda não amadureci o suficiente para saber o futuro, menos ainda para pegar a empreitada que você deseja me dar. Olhe bem para mim! Estás vendo as minhas rugas? Meus cabelos brancos? Minhas falhas dentais? Minha barba comprida? A curvatura de minha coluna? Minhas pernas já ligeiramente cambaleantes? O grau dos meus óculos e minhas respostas muito pensadas – prudentes? Pois bem, se você conseguir viver o que eu vivi, vai ficar assim como eu: carregar tantas sabedorias que vai ter a mesma dificuldade que tenho para carregá-las.

 – É só isto que o Senhor sabe?

 – Não! Sei também que uma história de vida, isto que você deseja comprar como seu pai compra as coisas que satisfazem seu desejo, ainda não sei como comprar; primeiro é preciso viver. Só assim você vai poder olhar para trás, como eu faço agora, para quantificar e qualificar suas experiências, para um pouquinho mais tarde poder escrever uma  história de vida feia ou bonita. A posteriori você próprio poderá fazer sua avaliação.

 – Posteriori! Nem mesmo sei o que é posteriori, como vou saber o que fazer para adquirir esta coisa que meu pai tanto fala?

 – Agora devemos parar com este papo, meu garoto, porque apriori  já sei que para minha longevidade aumentar preciso descansar mais cedo.

 – O Senhor pode explicar melhor, Vovô?

 – Não! Tenho que ir embora, e acho que você também precisa ir para sua casa, dormir, conservar sua saúde, para viver muito e observar a vida, para quando atingir minha idade poder ver que historia de vida você construiu.

 – É muito difícil!

 – Não é fácil mesmo, mas não desanime! Ah, e se alguém quiser lhe vender uma história de vida, não compre, porque estão vendendo muitas histórias de vida e muitas outras coisas falsas por aí.

 

 

 
Design: Fábrica de Criação   |   concrete5 - open source CMS © 2017 Jason Jair Frutuoso.    Todos direitos reservados.